• Ana Carina Nunes

Meditação "Mindfullness"


Vamos supor que estamos numa autoestrada a ver os carros a passar. Agora vamos imaginar que os carros são os nossos pensamentos. O passo seguinte é reconhecer que os carros estão lá, mas canalizar a nossa atenção noutras coisas: na respiração, no corpo, nos cheiros, nos sons, nas sensações.

A palavra "meditação" é como se fosse um termo geral ou genérico (dizemos termo "guarda-chuva"), e pode designar uma infinidade de técnicas (mindfulness é apenas uma delas).

O que é afinal a meditação mindfullness?

Uma pessoa comum pode considerar a meditação como um culto ou oração. Mas não é bem assim. Meditação significa consciência. O que quer que faça com a sua consciência é meditação. "Prestando atenção à sua respiração" é a meditação, a ouvir os pássaros é a meditação. Enquanto essas actividades estão livres de qualquer outra distracção para a mente, é meditação. Há muitos anos atrás, a meditação foi considerada algo que não significou muito para os povos modernos, mas agora tornou-se muito popular com todos os tipos de pessoas. Publicada em evidência científica e médica já provou as suas vantagens, mas ainda precisa ser melhor entendida.

A meditação não é uma técnica, mas sim um modo de vida. Meditação significa "cessação do processo de um pensamento". Ela descreve um estado de consciência, quando a mente está livre de pensamentos dispersos e padrões diferentes. O observador (aquele que está fazendo meditação) percebe que toda a atividade da mente é reduzida a um. Meditação não é estar durante uma hora de pernas à chinês, de mãos em cima dos joelhos, a grunhir “ohmm”. Não. Para compreendermos o real significado do mindfullness, basta pensarmos na própria palavra que, traduzida à letra, significa “atenção plena”. Atenção plena a quê? No fundo, a nós próprios, ao presente, ao que está à nossa volta. Aquilo que esta prática pretende é muito importante e útil para o resto da vida: sabermos gerir os nossos pensamentos e emoções, de forma a vermos com maior clareza aquilo que interessa e aquilo que não interessa. Quem não precisa disto? Num mundo que está 24 horas por dia acordado, este processo torna-se essencial para libertar sentimentos tóxicos, como ansiedade, stress e depressão.

Benefícios para a saúde

Fazer meditação como um hábito diário traz inúmeros benefícios para a saúde física e mental. A técnica reduz seus níveis de stress e ansiedade, e proporciona uma melhor noite de sono, um maior rendimento face às tarefas diárias, e de modo geral, potencializa o bem estar.

Embora a meditação seja geralmente reconhecida como uma prática espiritual em grande parte, também tem muitos benefícios para a saúde. Técnicas de meditação estão sendo implementadas na gestão de doenças que ameaçam a vida, em transformação da estrutura molecular e genética, em reversão de doenças mentais, em programas de ensino acelerado, em percepções e comunicações além do físico, na resolução de problemas e na física atómica e nuclear, na obtenção de uma melhor compreensão ecológica, na gestão do estilo de vida e os problemas do mundo no futuro.

Alguns benefícios da meditação são:

  • reduz o consumo de oxigénio.

  • diminui a frequência respiratória.

  • Aumenta o fluxo sanguíneo e retarda o ritmo cardíaco.

  • Aumenta a exercer a tolerância em pacientes cardíacos.

  • Leva a um nível mais profundo de relaxamento.

  • Bom para as pessoas com pressão arterial elevada.

  • Reduz os ataques de ansiedade, diminuindo os níveis de lactato sanguíneo.

  • Diminui a tensão muscular e dores de cabeça.

  • Aumenta a auto-confiança.

  • aumenta a produção de serotonina, que influencia o humor e o comportamento (Baixos níveis de serotonina estão associados com a depressão, obesidade, insónia e dores de cabeça)

  • Ajuda em doenças cronicas como alergias, artrite, etc

  • Reduz síndrome pré-menstrual.

  • Ajuda na cicatrização pós-operatória.

  • Reforça o sistema imunitário.

A meditação, ainda mais se aliada ao mindfulness — conceito budista de atenção plena que ajuda no foco e na produtividade diária –, melhora a qualidade do sono, reduz a ansiedade e o stress, relaxa o corpo, otimiza a produção saudável de hormonas e o bom funcionamento do sistema cardio-respiratório, e melhora a qualidade de vida. E engana-se quem pensa que é necessário meditar por longos períodos de tempo ou em um lugar especial. Poucos minutos são suficientes para que o dia melhore. De acordo com vários estudos já vieram comprovar os benefícios da meditação, que pode ser feita de várias formas, durante diferentes períodos de tempo — dez minutos por dia já é óptimo.

Porém, muitas vezes quando pensamos em iniciar a prática, vemos alguns empecilhos, como a falta de tempo e dinheiro para frequentar algum local que ofereça o serviço. Pensando nisso, deixo como sugestões algumas aplicação gratuitas para que possa praticar a meditação no conforto de sua casa, e que de maneira simples, que irão fazer sentir-se melhor no dia a dia.

5 aplicações gratuitas de meditação

The Mindfulness App

É, de acordo com o “The Guardian”, uma das aplicações mais acessíveis no meio de todas as escolhas. Há programas de meditação guiados e não guiados, com tempos que ficam entre três minutos a meia hora. Há um programa de cinco dias desenhado para quem se vai iniciar no mundo do mindfulness, mas há outros, com tempos compreendidos entre os três e 30 minutos. Pode descarregar a versão premiu da app e ter disponíveis mais de 175 sessões de meditação, pensadas para diferentes objetivos.

Disponível gratuitamente para Android e iOS, em portugês.

5 minutos

O app em português foi criado pela ONG Mãos Sem Fronteiras e propõe 5 minutos de relaxamento em meio a correria do dia a dia. Através dele é possível controlar o tempo de meditação e fazer uma pausa para ter um momento de leveza. No app, você irá encontrar 3 tipos de meditação: meditação de 5 minutos, meditação Guiada La Jardinera, fundadora mundial da ONG, e meditação com tempo livre com um contador de até 30 minutos.

Disponível gratuitamente para Android e iOS, em portugês.

Smiling Mind

Criado por um grupo de psicólogos da Austrália, esse aplicativo traz uma abordagem bem prática da meditação com foco na respiração, percepção do próprio corpo e técnicas que te ajudam a focar no aqui e agora. Ele oferece meditações de diversas durações, iniciando com três e até de 50 minutos.

O app, que está disponível em Android e iOS, ainda traz práticas personalizadas para diversos perfis, como crianças e atletas.

Calm

No aplicativo Calm, você escolhe sessões que variam de 2 a 20 minutos, cenários e efeitos sonoros como pássaros cantando na natureza, água da chuva, entre outros, além de músicas do Kip Mazuy, referência no mundo da meditação. Ainda dá para programar meditações guiadas e escolher o tipo de calma que está à procura, exemplo: meditação para dormir, para acalmar, para ansiedade, confiança, criatividade.

Disponível gratuitamente para Android e iOS, em inglês.

Stop, Breathe & Think Tem um design que a torna muito fácil de utilizar. Há sessões direccionadas para diferentes momentos do dia, como para o inicio ou fim. Há ainda outras pensadas para ajudar com a ansiedade, depressão, concentração ou sono. No total, são mais de 50 sessões guiadas de meditação, com possibilidade de emparelhamento à app de saúde do seu telefone.

Disponível gratuitamente para sistemas operativos Android e iOS.

Experimente meditar. Seja mais consciente da sua atenção plena!

#medicação #mindfullness #atençãoplena #relaxar

0 visualização

© 2017 por Saudavel-mente

Todos os direitos reservados 

Site criado pela Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey