• Ana Carina Nunes

Saudável, enérgica e feliz: porque precisamos de luz solar?


Finalmente, chegou o convidado mais aguardado da festa da primavera … o sr. sol! A semana não poderia ter começado da melhor forma – com o regresso do tão desejado e ansiado bom tempo e com ele temperaturas mais elevadas e o astro-rei a brilhar. Confesso que sendo eu Leão de Signo e tendo nascido no 1 dia de Agosto sou naturalmente um pessoa que precisa muito de Sol . Não me imagino por isso a viver num país ou local com dias cinzentos e escuros todo o ano. Neste post, dou por isso as boas-vindas ao Sol e brindo o seu regresso com sugestões de como pode melhorar a sua saúde e aproveitar da melhor forma a subida das temperaturas.

Dias ensolarados para o corpo e alma - Porque é que a luz solar ilumina as nossas vidas diárias?

A sensação de bem-estar e prazer que o sol nos dá é única e insubstituível. Se reparar, no Verão as pessoas estão mais alegres, extrovertidas e vêm a vida com uma perspectiva muito mais positiva. Isto são factos, mas já se questionou qual e a razão de isto acontecer?

A nossa espécie evoluiu – principalmente – devido ao Sol. Ele é o elemento “fogo” sem o qual toda a nossa existência entraria em declínio. Nós precisamos tanto do Sol, como de água, comida e oxigénio. No entanto, a era industrializada tem vindo a menosprezar a importância que esta linda estrela tem na nossa vida – e sobrevivência.

Acordar, abrir a janela e ver que o sol brilha lá fora dão o ânimo certo? A luz solar ajuda-nos a regular as funções do nosso corpo e os nossos padrões de sono. Ajuda o nosso humor, cuida do nosso bem-estar e melhora a nossa saúde em geral. Além disso, a luz solar estimula o metabolismo e tem um efeito positivo na nossa circulação e no nosso sistema imunológico. Com todas estas vantagens, a luz solar é muito mais do que apenas puro prazer; ela é parte fundamental de uma vida saudável.

É cada vez mais sabido que a luz desempenha um papel importante no estado de ânimo de uma pessoa, com uma importância particular no hemisfério norte, constituindo-se como fator determinante no surgimento de uma dos subtipos de depressão: a depressão sazonal.

Sabe-se que quanto mais a norte se vive, no caso da Europa, quanto mais afastado um país se encontra da linha equador, em termos gerais, maior é o risco do desenvolvimento desta patologia. Um dos motivos para a depressão sazonal ser bastante associada ao inverno é a menor incidência de luz solar nesta época do ano. Além disso, é comum que no inverno ocorra diminuição da interação social e de contacto com a natureza e ar livre, pelo fato do clima desestimular atividades fora de casa. No inverno, há semanas e meses de frio e chuva, o que resulta na permanência em locais fechados e com pouco contacto à luz solar.

Estas alterações resultam numa maior segregação de melatonina, hormona denominada de sonífera (que regula o sono) e que é produzida em períodos de baixa ou nenhuma luminosidade e numa diminuição da produção de seretonina, neurotransmissor associado ao bem-estar e felicidade, que costuma atingir um nível de pico quando a pessoa é exposta à luz. Esta ocorrência resulta no sentirmo-nos mais letárgicos, mais tristes, com maior irritabilidade, necessidade de dormir e com maior apetite, com um aumento da ingestão de hidratos de carbono, aspetos que dessincronizam o nosso relógio biológico.

A serotonina tem papel fundamental nos transtornos emocionais e de temperamento, em especial a síndrome do outono e inverno. Segundo o pesquisador responsável pelo estudo, a luz ativa os neurônios para liberação de maior quantidade desse neurotransmissor. A verdade é que a falta de luminosidade induz estados emocionais mais inibidos. A vida ao ar livre, com presença de luz e ar puro, está relacionada a um ambiente mais saudável.

Assim, embora deva desfrutar do sol escaldante com cuidado, evitá-lo por completo também não é saudável. A luz do sol melhora o nosso humor e fornece substâncias importantes, como a vitamina D. Além disso, o sol simplesmente dá felicidade. Mais do que benefícios biológicos, o sol pode garantir sensações de bem-estar e felicidade.

Vitamina D

Existem muitos estudos realizados sobre a relação entre o Sol e a saúde física e mental. Cada vez mais cientistas se fascinam com os poderes curativos desta estrela, e por muito que as conclusões apontem para uma área um pouco mais metafísica, existe uma explicação concreta que se encontra na base dos poderes terapêuticos do Sol: a Vitamina D

A vitamina D traz inúmeros benefícios ao teu corpo, mantendo os teus ossos e dentes saudáveis, assim como os teus músculos e a tua força bem como desempenha um papel importante no fortalecimento do nosso sistema imunológico.

Felizmente, a vitamina D é fácil de encontrar e consumir. Para produzi-la, os nossos corpos precisam de luz solar, porque a vitamina D é uma pró-hormona que se forma quando a nossa pele entra em contacto com a luz solar. Mas serão as fontes naturais de vitamina D suficientes?

Embora a vitamina D também esteja contida em alguns alimentos, a quantidade é muito pequena, sendo insignificante em comparação com as quantidades produzidas pela nossa pele. A deficiência de vitamina D acomete de 30 a 50% da população. Isso porque seu consumo ideal é dificilmente atingido.

Uma dieta saudável e equilibrada é sempre a primeira opção para fornecer ao teu corpo todas as vitaminas essenciais de que ele precisa. No entanto, a dieta é uma fonte inadequada para a Vitamina D. O ideal seria realmente banhar-se com regularidade no sol mais forte, do fim da manhã e começo da tarde, coisa que a maioria de nós não faz nesta realidade moderna em que passamos a maior parte de nosso tempo em ambientes fechados.

Para aumentar os níveis de vitamina D, é indicada a exposição ao sol de braços e pernas antes das 10 horas da manhã, durante 15 a 20 minutos, três vezes por semana, sem protetor solar, pois fatores de proteção acima de 8 já impedem a produção do nutriente pela pele

Qual a dosagem correta de Vitamina D?

A ingestão diária recomendada oficial é geralmente em torno de 400-800 UI, mas vários estudos são unânimes em afirmar que precisamos de maior quantidade. De acordo com os especialistas , uma dose de 1000 UI's por cada 11 Kilos e 340 gramas de peso corporal são recomendados por dia. No entando, fazer um exame de sangue é a melhor maneira de saber sua dose ideal. Um corpo humano saudável utiliza cerca de 3000 à 5000 UI de Vitamina D por dia.

Esses valores podem ser ajustados de acordo com sua idade, peso, cor de pele e exposição normal ao sol. Se você está fora de uma exposição adequada ao sol, usa chapéu, muitas roupas e não toma suplemento de Vitamina D, é melhor procurar um médico no seu estado que saiba fazer o tratamento com Vitamina D.

Uma vez que é difícil obter as 10 microgramas diárias recomendadas de vitamina D apenas a partir do consumo de alimentos naturalmente ricos em vitamina D, deve considerar a toma diária de suplementos com 10 microgramas de vitamina D, principalmente durante o outono e o inverno.

A deficiência de Vitamina D é bastante comum. Estima-se que cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo têm baixos níveis de vitamina D no sangue , e isto considerando os baixos índices considerados “suficientes” pelas medições oficiais.

Se decidir fazer suplementação de Vitamina D por conta própria em doses elevadas é melhor garantir um acompanhamento médico especializado. Doses elevadas podem causar dores de cabeça e inflamação no corpo. O melhor horário para tomar Vitamina D é pela manhã já que é o inverso da Melatonina, o hormônio do sono, por isso não faz nenhum sentido tomar o suplemento durante a noite pois é provável que tenha um sono menos bom. Juntamente com a vitamina D, o 5-HTP é uma fonte natural de serotonina. A serotonina é um químico criado pelo nosso corpo que ajuda a regular o estado de espírito. Também é frequente tomarem-se suplementos de 5-HTP para reduzir sintomas de depressão, tratar enxaquecas e problemas de sono, melhorar o humor, e promover a perda de peso.Este químico do cérebro regula o humor, os sentimentos de felicidade e os estados de relaxamento. Indiretamente, é também convertido em Melatonina, que é responsável principalmente por ajustar o snosso “relógio biológico,” que está relacionado com uma boa noite de sono. O 5-HTP (5-Hidroxi L-Triptofano) é um composto que o corpo faz a partir do aminoácido triptofano, e é um precursor do neurotransmissor serotonina. A quantidade de serotonina no cérebro depende fortemente dos níveis e do consumo diário de 5-HTP. O 5-HTP é adequado para qualquer pessoa, e deve ser tomado juntamente com uma rotina que inclua uma boa alimentação e exercício físico, que são todas excelentes formas de evitar a depressão de inverno.

#sol #vitaminad #depressãosazonalinverno

0 visualização

© 2017 por Saudavel-mente

Todos os direitos reservados 

Site criado pela Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey